Marinha culpa Arcon pelos problemas das lanchas no trecho Santarém/Itaituba.

Capitão Fabrício Teixeira disse que falta da refrigeração nas lanchas e as constantes panes são de responsabilidade da ARCON.

 

 Capitão dos Portos em Santarém, Fabrício Froes Teixeira, esteve na manhã desta terça-feira (08), na Câmara Municipal de Itaituba.



O Capitão dos Portos em Santarém, Fabrício Froes Teixeira, esteve na manhã desta terça-feira (08), na Câmara Municipal de Itaituba, a convite do vereador Peninha, para falar sobre os constantes problemas das lanchas que fazem linha Santarém-Itaituba-Santarém. Ele afirmou que o que compete à Marinha vem sendo feito, que é fiscalizar documentos da tripulação e o casco da embarcação, mas falta da refrigeração nas lanchas e as constantes panes são de responsabilidade da ARCON. 

 

Para Fabrício Froes, a Câmara de Vereadores tem que cobrar da ARCON melhor fiscalização, pois as irregularidades hoje existentes são de competência do órgão estadual, que é quem expede a concessão, a outorga da linha para estas lanchas. 

Para o vereador Peninha, o que ficou claro é que falta os órgãos, Capitania dos Portos e Arcon, falarem a mesma língua, ou seja, trabalharem juntas para combater as irregularidades que vem ocorrendo quase toda semana. Peninha lembrou que tem lancha que sai às 9 horas de Santarém e chega meia noite em Itaituba. “Isto ocorre devido constante panes (defeitos) nos motores destas lanchas. São obrigadas a ficarem horas paradas nas praias aguardando socorro”, disse o edil. 

O parlamentar está preocupado com esta situação, por isso tem cobrado dos órgãos maior fiscalização. “Espero que as providências sejam tomadas antes de uma tragédia, pois meu alerta é para evitar”, ressaltou Peninha. “Será que estas providências vão ser tomadas somente quando ocorrer uma tragédia?”, indagou Peninha. 

“A maioria destas lanchas não oferecem a mínima segurança e espero que depois deste nosso alerta, tanto a Marinha quanto a ARCON fiscalizem com mais RIGOR estas lanchas, pois toda viagem as reclamações são diversas: pane, falta de refrigeração, entrando água na lancha e assim sucessivamente. Cada viagem é uma história”, concluiu o Vereador. 

 

Fonte: Portal Santarém 


Postar um comentário

0 Comentários