REAJUSTE DE 16% PARA PROFESSORES NAUFRAGOU NO TAPAJÓS


Contra 8%   -   A favor de 8% - (uma categoria que não se entende)
Na manhã desta quarta feira, os funcionários públicos filiados ao SINTEPP estiveram reunidos em sua sede para discutir e deliberar sobre a greve em protestos ao percentual de reajuste que o município propôs de 6%. O sindicato propôs 13%. Na reunião desta manhã, muitas surpresas ocorreram, a começar pelo comportamento dos representantes do SINTEPP na comissão de negociação. 
Antes, defendiam uma postura de greve, caso o município não concede-se o reajuste de 13%. Já nesta manhã, após uma audiência com a prefeita, esta mesma comissão mudou de postura e defendia o reajuste de 8%. A proposta da comissão foi levada para plenária e na votação foi deliberado que o SINTEPP aceitava o reajuste de 8%. O mais curioso, que foi notado por este Blog foi a presença maciça de servidores associados do Sintepp, que nunca participaram de uma reunião.
Descobrimos, que por determinação superior, os funcionários foram obrigados a participarem da reunião afim de votar a favor do reajuste de 8% e contra a greve, o que foi deliberado pela maioria dos presentes. Apenas  36 presentes votaram a favor da greve e contra a proposta de 8%. Eles queriam 13%, percentual que vinha sendo negociado pelo SINTEPP.
SINTEPP reunido e como sempre (não se entende)
SINTEPP reunido e como sempre (não se entende)


SINTEPP reunido e como sempre (não se entende)

Postar um comentário

0 Comentários