RIO TAPAJÓS

terça-feira, 23 de janeiro de 2018

FABRICA DE CIMENTO NÃO VAI FECHAR


Na manhã de hoje, uma comissão de vereadores, tendo a frente o vereador Peninha, Antônia do Borrolo, Junior Pires, Diego Mota e Daniel do Posto Dado esteve na Fabrica de Cimento, onde foram recebidos pelo Superintendente Regional do Grupo, José Emídio. Os edis foram até a fabrica para conversarem com a diretoria do Grupo João Santos sobre a paralisação da mesma.

O Superintendente da empresa José Emídio, garantiu aos vereadores que a fabrica de cimento de Itaituba não vai fechar, o que houve foi uma paralisação das atividades para algumas restruturações que já estão sendo feitas. Cerca de 390 funcionários estão de licença remunerada, e apenas 50 funcionários, estão fazendo rodizio diariamente.
No momento, segundo disse Emídio, a empresa está negociando os seus débitos de energia elétrica tanto com a Rede Celpa Equatorial como com a empresa que está vendendo energia no mercado livre.
O Superintendente, cobrado pelos vereadores, garantiu que não haverá demissão de funcionários. Acredito que após o carnaval os funcionários voltem a trabalhar.
Emídio disse que a fabrica de cimento de Itaituba não é a única no Brasil que está em crise. Revelou que no Brasil 13 fabricas já fecharam as portas por causa da crise no setor da construção imobiliária. Graças a Deus, frisou José Emídio, a nossa fabrica está apenas passando por um momento delicado, como outras fábricas de cimento.
Temos hoje um gasto muito grande com energia elétrica, com a aquisição de coque de petróleo, que é importado, e sacaria. Isto faz com que a fabrica tenha grandes despesas, que correspondem à metade dos custos da produção de cimento, disse Emídio.

Todavia, voltou a afirmar José Emídio, mesmo com toda esta crise no setor, vamos colocar nossa fabrica para funcionar a partir do final do mês de Fevereiro.
Outra boa noticia dada pelo Dr José Emídio é que a ITACIMPASA-CAIMA deverá trazer de sua fabrica em Capanema cimento para distribuir em Itaituba. O pedido foi feito pelos vereadores ao Grupo João no sentido de baratear a saca que hoje está sendo vendida em Itaituba por preços que variam de R$ 45,00 a R$ 50,00, ate a fabrica de Itaituba voltar a funcionar. 
Fonte: RG 15/O Impacto


Nenhum comentário:

Postar um comentário