RIO TAPAJÓS

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

PENINHA CRITICA GOVERNO DO ESTADO PELO ABANDONO DA EDUCAÇÃO EM ITAITUBA



É inadmissível o que o Estado vem fazendo com a educação, ensino médio em nosso município, assim o vereador Peninha começou seu discurso nesta quarta feira na Tribuna da Câmara Municipal de Itaituba. O Edil de 8 mandatos consecutivos, o um único no Brasil, disse que o Governo do Estado vem enganando os alunos do ensino médio do Distrito Municipal de Miritituba há vários anos. Começou a construir uma escola, no primeiro mandato de Simão Jatene e até hoje não concluiu. Os alunos de Miritituba são obrigados a atravessarem o Rio Tapajós, de Miritituba para a cidade de Itaituba para estudar.
Mas, ressaltou Peninha, o pior vem, acontecendo no Distrito de Moraes Almeida. Com uma população de mais de 8.000 habitantes na sede do distrito, o Estado não está nem ai para o ensino médio. Peninha classificou de absurdo, o que a SEDUC vem fazendo. Em Moraes Almeida funciona um anexo da Escola Estadual Maria dos Socorro Jacob. Esta escola fica na cidade de Itaituba, há 300 quilômetros de distancia de Moraes Almeida, já pensou isto, indagou Peninha.
O vereador classificou isto de vergonhoso, pois o Estado não parece  preocupado com o caso, pois há anos vem mantendo este anexo, o que já provocou a evasão escolar de alunos para Itaituba, Novo Progresso e até para cidades do Mato Grosso por falta de professores em varias disciplinas. Peninha disse que não entende porque o Estado, através da SEDUC até hoje não legalizou o 2º Grau (ensino médio) em Moraes Almeida. “Não sei porque a escola em Moraes Almeida não é independente, não tem autorização própria para funcionar “, frisou o vereador.
Temos hoje, destacou Peninha, funcionando em Moraes Almeida  uma escola cedida pelo município e que atende em torno de 200 alunos pela tarde e a noite, com 2 turmas de 1ªSerie; 1 turma  de 2ª serie e 2 turmas de 3ª serie. Esta escola, tudo depende da escola mãe, no caso da Maria do Socorro Jacob na cidade deItaituba,já que é um anexo, prosseguiu o edil.
Inclusive, lembrou Peninha, tem turmas que estão prejudicadas, com matérias atrasadas, por falta de professores de varias disciplinas, já que o Estado não contrata. Este assunto já é do conhecimento da SEDUC, pois já denunciamos  esta situação.
Para o Estado, parece que aqui a educação, ensino médio, está mil e umas maravilhas, já que não tem se preocupado com estas e outras situações. São escolas do Estado em total abandono, sem reforma há anos e não se preocupa em construir outras escolas para atender a demanda escolar que amentou. Vem se beneficiando do município, que por sua parte, além de ceder o prédio, toda a manutenção é feita  pelo município, até a energia é paga pela prefeitura, frisou o vereador.
Peninha pediu para que a Câmara encaminhe oficio ao Ministro da Educação e ao Governador do Estado para que tome  as providencias. Primeiro, no sentido de construir uma escola de ensino médio em Moraes Almeida e segundo, que seja legalizado, regularizado, autorizado o ensino médio naquele distrito, independente de ser anexo da escola de  Itaituba.
 



Nenhum comentário:

Postar um comentário