RIO TAPAJÓS

terça-feira, 24 de maio de 2016

PENINHA QUER AUDIENCIA PUBLICA PARA DEBATER AÇÃO DA CELPA NA APLICAÇÃO DE MULTAS

Na sessão da manhã de terça feira, o vereador Peninha denunciou a ação implacável da Rede Celpa Equatorial na aplicação de multas nos consumidores em Itaituba. Peninha disse na Tribuna que funcionários terceirizados da empresa vão as residências, chamam o consumidor e informam que o relógio está violado.
Em seguida preenche um formulário e mandam o consumidor assinar. Este, por sua parte, alheio ao que se trata, assina confessando a suposta irregularidade que vem ocorrendo no seu relógio, com desvio de energia elétrica. Meses depois, este consumidor recebe em sua casa a cobrança de valores absurdos de multas pelo desvio de energia elétrica.
Os relógios, muitas das vezes são substituídos e os supostamente violados são encaminhados para Belém, onde em um laboratório da própria empresa, que só os técnicos dela tem aceso é feito a pericia. O consumidor não acompanha esta pericia, apenas recebe o resultado, que é a cobrança de valores absurdos acusado de ter desviado energia, concluiu Peninha.
Esta ação está tirando o sossego da população, destacou Peninha. Estas multas variam de valores. Tem cobrança que vem de R$ 5.000,00 e de valores muito maiores. Estes consumidores não tem como pagar. Procuram a Rede Celpa, a orientação é parcelar e pagar. Procuram o Procon, não tem resultado imediato e se não pagar ou parcelar vem o corte, frisou o edil.
O pior, é que estes valores são aplicados pela própria empresa, que faz um calculo próprio. Vejamos: quando da visita do funcionário da empresa, esta calcula os meses que supostamente houve de desvio de energia e multiplica pelo maior consumo. Com isto, o valor vem um absurdo, disse Peninha. São estimativas. São cálculos que a empresa só ganha. O consumidor não tem direito a nada.

Para evitar um possível conflito futuro, entre a empresa e consumidores, o vereador Peninha requereu na Câmara a realização de uma audiência para discutir esta ação. Para esta audiência, Peninha quer a presença do INMETRO, ARCON, PROCON, REDE CELPA EQUATORIAL E Ministério Publico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário