RIO TAPAJÓS

quarta-feira, 13 de abril de 2016

PENINHA DENUNCIA COMPRA DE MATERIAL DE CONSTRUÇÃO DO CHEQUE MORADIA EM SANTARÉM

Imagem ilustrativa (foto: O impacto)
“Não podemos admitir que o município esteja organizando para comprar de novo o material de construção do programa Cheque Moradia em Santarém”.
A denuncia é do vereador Peninha, que usando a tribuna da Câmara de Itaituba disse que recebeu denuncia que a Diretoria de Habitação do Município de Itaituba, responsável pela organização do programa do Cheque Moradia estaria desviando as compras do material de construção para Santarém.

Peninha disse que na parcela passada liberada do cheque moradia ocorreu isto, carretas de material de construção, com tijolo, cimento e telhas vieram de Santarém. Agora não podemos permitir, nesta crise, que isto aconteça. Temos que valorizar o nosso comercio, porque este dinheiro gera aqui, gera emprego, gera imposto. É um absurdo se isto ocorrer. Não  acredito que o material de construção que vem de Santarém sai mais barato que o comprado aqui, lembrou Peninha.
É bem verdade, que em Itaituba, varia o preço da  saca de cimento. Tem comerciante que está vendendo a R$36,25 a saca, pago com cheque moradia. Este mesmo vendedor possui uma placa oferecendo a saca de cimento por R$ 22,50. Mas tem comercio em Itaituba que vende mais barato. A saca de cimento R$29,40. Este é o motivo que temos que fiscalizar a aplicação deste dinheiro, destacou Peninha.
Na minha opinião, o cheque deve ser entregue ao beneficiário e ele escolhe onde quer comprar e não ser direcionado pelos responsáveis pelo programa de onde deve comprar. Isto cheira cartel e não podemos permitir que aconteça, frisou Peninha.

Para discutir este assunto, Peninha requereu na Câmara uma reunião com  a diretoria de habitação do município, responsável pelo programa do Cheque Moradia, representantes dos comércios credenciados no programa, vereadores e representantes dos beneficiários do programa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário