RIO TAPAJÓS

quarta-feira, 2 de março de 2016

OBRAS DO HOSPITAL REGIONAL DO TAPAJÓS ESTÃO PARADAS

A denuncia foi feita na sessão de hoje da Câmara Municipal de Itaituba pelo vereador Peninha, alegando que as obras estão parando devido o Governo do Estado está devendo a empresa Consorcio NOVA VIDA, em torno de R$ 20 milhões de reais. Uma comitiva de vereadores, Iamax Aguiar e Orismar Pereira esteve na obra e constataram que últimos 17 empregados estavam sendo demitidos. Apenas 35% da obra, que está orçada em R$ 120 milhões, está pronto até hoje.

Na sessão da Câmara os vereadores se manifestaram sobre a paralização da obra e o Poder Legislativo vai encaminhar documento ao Governador do Estado, Simão Jatene comunicando o fato e aos deputados Eraldo Pimenta, Hilton Aguiar e Airton Faleiro para que interfiram junto ao Estado para que as obras sejam  imediatamente reiniciadas.
Hospital Regional de Itaituba (foto Jr. Ribeiro)
Na analise do vereador Peninha, que fez a denuncia na Câmara, a paralização desta obra só retardar mais a conclusão deste hospital regional e com isso quem vai continuar sofrendo é a população de Itaituba e região.
Continuando seu pronunciamento, o vereador disse que nos últimos meses aumentou assustadoramente  o número de pessoas que necessitam de cirurgias ortopédica em Itaituba. Na sua maioria são vitimas de acidentes  de trânsito do município de Itaituba O município de Itaituba não está preparado para fazer estas cirurgias, apesar de termos um ortopedista residente aqui e todo mês a vinda de outro ortopedista de Santarém, destacou Peninha.
Para termos uma noção da gravidade do problema, em um dia que passa em Itaituba, o ortopedista que vem de Santarém atende até 80 pacientes, disse Peninha. Nos dias que o cirurgião está na cidade, basta irmos no Hospital Municipal de Itaituba, que vamos ver dezenas de pessoas com sequelas buscando o atendimento do ortopedista. Isto é lamentável para os pacientes e desumano para o médico.

O que vem acontecendo hoje, prosseguiu o vereador, é que devido nosso Hospital Municipal não fazer estas cirurgias, os pacientes são encaminhados diariamente para Santarém e eis a questão. No hospital municipal de Santarém dezenas de pacientes que são encaminhados passam até mês esperando vaga para ser operado. Ficam jogados nos corredores daquele hospital ou nos quartos aguardando sua vez. É uma vergonha esta situação, além de o município gastar com transporte um monte de dinheiro com frete de aviões e passagens de lanchas para Santarém, lembrou Peninha.

Esta humilhação pode ser evitada, ressaltou o vereador. Nosso município, que hoje é considerado  de porte médio e que vem diariamente recebendo grandes investimentos já deveria ter, em parte, resolvido esta questão. Como sugestão, o vereador pediu a todos ,para que juntos cobrem do Poder Executivo uma ação mais enérgica junto as empresas que estão investindo aqui para que estas empresas construam  mais um centro cirúrgico equipado e ampliado de 30 para 50 leitos o nosso hospital municipal, além de em parceria contratar um cirurgião em ortopedia para aqui mesmo, pelo menos uma semana por mês faça estas cirurgias, evitando assim este deslocamento de pacientes para Santarém.

Nenhum comentário:

Postar um comentário