RIO TAPAJÓS

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

CURSO MODULAR DE SÃO LUIZ DO TAPAJÓS CONTINUA UMA NOVELA

São Luiz do Tapajós
Desde sua implantação em 2012, o curso Modular, ensino  médio, em São Luiz do Tapajós vem enfrentando dificuldades. Houve constantemente a falta de professores das disciplinas. Depois, o curso não era reconhecido porque o prédio escolar onde funcionava as turmas é do município e este tinha que dar uma autorização para o modular funcionar. Ainda em meados de Abril a SEMED expediu documento para a SEDUC        autorizando o uso do prédio.

Os alunos, principalmente os que estão concluindo o curso, já estavam se preparando para se inscrever em concurso e até para o pré vestibular. Receberam uma péssima noticia da Seduc. Que o Governo do Estado suspendeu a contração de professores, com isso  as disciplinas de biologia e português estão comprometidas e a primeira turma do ensino modular a concluir na comunidade de São Luiz do Tapajós vai esperar mais alguns meses. Ou seja além dos 9 meses que o curso está atrasado na sua conclusão, vão esperar mais alguns meses.
O vereador Peninha esteve na Seduc acompanhando os alunos e lideranças de São Luiz do Tapajós. O edil ficou indignado pela falta de responsabilidade e respeito do Governo do Estado com a Educação. Disse Peninha, que é uma vergonha o     Governo do Estado está  atrapalhando o futuro de dezenas de jovens, tanto com estudo como no trabalho. É fácil dizer que está suspensa a contratação de professores e quando tiver professores destas disciplinas vão mandar concluir o curso.
Para o vereador Peninha, era melhor o Governo do Estado não ter implantado este curso do que ficar enganando aquela gente, implantando um curso que já tem quase três anos e nunca conclui.
Para o aluno Jean Carlos, que sempre vem na Seduc em busca de respostas sobre a conclusão do curso, quando não é uma coisa é outra. A verdade, é que não sabemos mais em quem acreditar, pois não temos garantia de que este curso está legal em nossa comunidade.
Outro aluno que se sente lesado é Antônio Quintero. Os dois alunos, como os demais 23 alunos que esperam um dia concluir o ensino médio, criticam os deputados estaduais que nada fazem junto ao Estado para resolver este problema. Estamos há nove meses esperando em São Luiz do Tapajós um professor de biologia e agora recebemos a noticia que talvez em Outubro possa ser deslocado um professor para aquela comunidade afim de concluir as aulas desta disciplina, lembrou Antônio Quintero. Nosso curso vai levar mais de três anos para ser concluído, indagou o aluno.
O pior, é que ainda existe outras turmas de 1ª e 2ª serie do modular, com cerca de 60 alunos, que estão na mesma situação. Falta de professores em varias disciplinas, destacou Jean Carlos.
Enquanto isto, a Seduc promete atender a comunidade a partir do dia 5 de Outubro, mandando um  professor de biologia concluir esta disciplina com os alunos do 3º ano. Todavia falta ainda também para esta turma, para concluir o curso, a disciplina de português, que não tem previsão do deslocamento de um professor para atende-los.

Nenhum comentário:

Postar um comentário