RIO TAPAJÓS

terça-feira, 28 de abril de 2015

CÂMARA APROVA CRIAÇÃO DE CPI EM ITAITUBA

Pela manhã de hoje, a Câmara Municipal de Itaituba, na sua maioria dos vereadores, mostrou sua independência e aprovou por 7 votos a 6 a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito. O requerimento assinado por 8 vereadores dos 15 que fazem parte do Poder Legislativo Municipal foi protocolado ontem e hoje pela manhã foi colocado em votação. O vereador Dirceu Biolch, que apesar de ter assinado, não esteve na reunião, porque tinha um compromisso em Brasília.

A sessão foi tumultuada por conta de que o plenário da Câmara ficou lotado de funcionários da prefeitura, assessores que manifestaram apoio a prefeita e de funcionários da educação que apoiaram a criação da CPI.
Depois de os vereadores usarem da palavra, o presidente determinou a leitura do requerimento que pedia a criação da CPI. O primeiro Secretario da Câmara, vereador Isaac Dias, leu o requerimento e fez questão de citar nominalmente o nome dos vereadores que assinaram o requerimento. Em seguida o presidente colocou em votação, sendo a matéria aprovada por 7 X 6 votos. Agora, cinco vereadores vão ser nomeados para compor a comissão que em seguida será instalada. Mas uma derrota da prefeita Eliene Nunes, que já havia sofrido uma grande derrota quando da eleição das mesa diretora do Poder Legislativo.
Para o vereador Peninha, que há sete mandatos está na casa, aquele era um momento histórico na politica de Itaituba, pois jamais a Câmara de Itaituba tinha criado uma CPI para apurar irregularidades de um prefeito. Isto prova a falta de habilidade da gestora e respeito com a Câmara. A Eliene Nunes está perdida e seu governo cada dia que passa naufraga mais. Esta sem rumo e direção, alegou o edil.

A Eliene Nunes, lembrou Peninha, faltou com a verdade, mentiu quando disse que todas as informações que a Câmara pede ela manda. Até hoje não mandou a folha de pagamento discriminada. Até hoje não mandou a relação dos carros alugados. Até hoje não mandou a relação dos prédios alugados e mais foram encaminhados dezenas de projetos de leis municipais há meses e até hoje a prefeita não se manifestou. Como pode ela (prefeita) agora dizer que a câmara sempre recebeu as informações que pede. É mentira. A prefeita tenta agora, tirar uma de bacana, alegando que sua administração é transparente. Se é verdade, então que apoie a criação da CPI, finalizou Peninha. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário