RIO TAPAJÓS

sábado, 20 de dezembro de 2014

TRANSPORTADORA DE GRÃOS DA BUNGE ESTÁ RECOLHENDO ICMS EM BELEM

A empresa que está transportando grãos, (balsas-rebocadores) do porto da Bunge em Miritituba vem recolhendo o ICMS em Belém. A denuncia é do vereador Peninha, que já vem alertando as autoridades municipais sobre os benefícios que os portos construídos e que estão sendo construídos vão trazer para o município.

Segundo o edil, a empresa responsável pelo transporte de grãos, via fluvial, do porto de Miritituba até o porto de Barcarena, mesmo sendo iniciado o transporte da mercadoria no município de Itaituba, desde quando o porto começou a operar, vem recolhendo o ICMS em Belém. Isto, alega o edil, vem  causando grandes prejuízos ao município de Itaituba, que deveria ter uma arrecadação de Imposto de Circulação de Mercadoria e Serviço bem maior que atualmente, que hoje é  em torno de R$ 1. 500.000,00. Esta empresa, afirma Peninha, tem sua sede em Belém.
A nossa expectativa, lembra Peninha, era que com a construção destes portos em Miritituba, o município de Itaituba ganharia mais divisas e empregos. Pelo que estamos vendo, estamos ficando apenas com os problemas.
Peninha promete, na reabertura dos trabalhos da Câmara em fevereiro, pedir providencias do Poder Executivo no sentido de cobrar da empresa o recolhimento do ICMS em Itaituba. Também vai cobrar da SEFA que determine a empresa a recolher o imposto em Itaituba.
Caso o edil não consiga o recolhimento do ICMS  em Itaituba com dialogo, vai acionar o Ministério Público e até mesmo a Justiça para que o município não tenha prejuízo na sua arrecadação. O edil classificou de uma vergonha e as autoridades cruzam os braços vendo isto acontecer.
Enquanto isto, a prefeita fica andando com pires na mão de cima pra baixo atrás de recursos, quando deveria cobrar destas empresas o recolhimento do ICMS  em Itaituba para que o município tivesse mais dinheiro, disse Peninha. Porém, a prefeita parece estar omissa ou conivente com isto e a população vendo as barcaças descendo rio abaixo com grãos sem recolher o imposto no município, concluiu o edil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário