RIO TAPAJÓS

domingo, 27 de julho de 2014

FUNCIONÁRIA DA PREFEITURA DE ITAITUBA PASSA CONSTRANGIMENTO EM BELÉM

Que os funcionários do município de Itaituba que contraíram empréstimo nos bancos BMG e Caixa Econômica Federal já tiveram seus nomes inclusos no SPC e SERASA todo mundo sabe. Porém, funcionário efetivo que possui há mais de 10 anos cartão de crédito através do Bando BMG ter seu nome incluso na lista do SERASA, esta é nova.
Uma funcionária, que preferiu não se identificar, me informou que passou o maior constrangimento de sua vida em Belém. Ela saiu de férias do município e viajou a Capital do Estado, quando foi a uma loja comprar, descobriu que seu nome estava na lista suja do SERASA. Procurou saber por que seu nome estava no SERASA e foi informada que era porque há seis meses não pagava o uso do seu cartão do BMG. Entrou imediatamente em contato com a rede bancaria, que confirmou o não pagamento.
A funcionária afirmou que está sendo lesada pelo município de Itaituba, pois todos os meses a prefeitura desconta de seu salário, conforme o contra cheque, os valores do uso do cartão, mas não está sendo repassado pelo governo da prefeita Eliene Nunes a rede bancaria. O município está ficando com os valores descontados, não apenas desta funcionária, mas de vários funcionários municipais. O nome disto é APROPRIAÇÃO INDEBITA. Isto não é novidade neste governo, pois já denunciamos varias vezes o desconto de consignados nos salários dos servidores e que não é repassado aos bancos. O mesmo acontece com o desconto da previdência: INSS. É descontando, mas nem de todos os servidores é recolhido ao INSS. Só quando este servidor precisa de auxilio doença ou aposentaria o município resolve recolher.

Nenhum comentário:

Postar um comentário