RIO TAPAJÓS

sábado, 5 de outubro de 2013

CONSELHEIRO PREOCUPADO COM SUBSOLO DE ITAITUBA

“  A INCIDÊNCIA DE CALCÁRIO PODE COMPROMETER PORTOS  EM MIRITITUBA”
Em entrevista exclusiva ao Blog do Peninha,  em Belém, o conselheiro do Conselho Estadual  de Meio Ambiente – COEMA,  José Warteloo  Leal disse que está preocupado com a construção dos portos  na região de Miritituba, e alertou, que devido  a incidência de calcário na região,   pode, caso não haja um estudo  geológico ocorrer uma  tragédia. O geólogo que é conhecedor  da região  afirmou que todo o subsolo da região é formado por calcário e isto é preocupante porque dependendo do peso no solo e havendo buracos (cavernas) no subsolo,  pode  ceder,não se calculando o tamanho da tragédia que pode  ocorrer.
Dr.Leal


Por este motivo, ressaltou Leal,  tem  sido mal olhado pelos investidores portuários, porque,  quando , da apresentação do projeto o conselheiro tem exigindo os estudos geológicos da área. Sua proposta foi  aprovada pelo  COEMA  e a partir de agora, o  conselho só vai  emitir parecer após a  apresentação destes estudos, que  com isto vai  oferecer garantia e segurança   a todos ,frisou Leal.
Outra questão abordada nesta entrevista  por  Leal, foi com relação as compensações. O conselheiro elogiou a  iniciativa  do Secretario  Estadual de Meio Ambiente,  José  Colares  de ter condicionado  a liberação  das  licenças necessárias para a  construção  e funcionamento dos portos em Miritituba. José Leal disse que os empreendedores vão  ter que investir,não apenas nos seus negócios,mas também no social, pois eles são sabedores, que  a  chegada destes projetos vão trazer mazelas,  como  violência, prostituição, o aumento da demanda estudantil,além do aumento populacional,  que vai obrigar o  poder público  a melhorar na saúde,na educação, na infra estrutura etc.
As empresas vão ter  que investir também para ajudar a resolver os problemas que vão ocorrer com estes grandes investimentos em Miritituba, lembrou Leal. Além de investirem para  melhorar a  saúde, a   infra estrutura, na segurança etc,vão ter que em  parceria com SENAI, SENAC ou com as escolas técnicas  promover cursos, com  isso, evitamos trazer gente de  fora, sempre alegando que aqui  não tem mão de obra qualificada. Então, conforme  o  andar da construção, temos que  começar já a  preparação desta mão  de obra para que possamos ,de preferência ,empregar pessoas que moram em Miritituba e região.
Leal lembrou que precisamos urgente atualizar o Plano Diretor do  Município, dando muita atenção para estes grandes projetos, como portos  e  hidrelétricas,  além da mineração. Este plano é fundamental para o futuro de Itaituba, porque  nele vamos incluir o desenvolvimento sustentável da região.
Concluindo sua entrevista ao titular deste Blog, o conselheiro José Leal,  disse que muita gente desconhece a  importância da cadeira que ele  assumiu no COEMA.  Ressaltou que assumiu uma cadeira,das 13 existentes no conselho,  representando a AMOT- Associação dos Mineradores do  Tapajós, que genuinamente itaitubense, por  isto  tem  o dever e obrigação de faz  idéia do que  representa,  pois  é quem analisa e defere ou indefere a execuções de projetos  no Estado do Pará. Eis a importância de nossa cadeira no COEMA, afirmou  Leal.





Nenhum comentário:

Postar um comentário