RIO TAPAJÓS

sexta-feira, 27 de setembro de 2013

CONSÓRCIO TAPAJÓS DEBATE CONSTRUÇÃO DE HIDRELÉTRICA EM ITAITUBA



Na noite de Quinta feira ultima, dia 26 foi realizada no Clube Atlético Cearense uma reunião, promovida pelo Consórcio Tapajós, Câmara de Dirigentes Lojistas-CDL e Associação Industrial e Comercial de Itaituba. Aproximadamente 1.000 pessoas participaram do encontro, que contou com a presença dos prefeitos dos municípios de fazem parte do Consórcio Tapajós- Itaituba, Jacareacanga, Trairão, Novo Progresso, Aveiro e Ruropolis, representantes do Ministério Público e Poder Judiciário, representantes que fazem parte do Consórcio das Câmaras dos municípios, deputado Federal José Priante e estaduais, Josefina Carmo e Antonio Rocha e o Presidente da Federação dos Municípios do Pará, FAMEP, Helder Barbalho.
Foi notada a ausência dos deputados Federal Dudimar Paxiuba e Estadual Hilton Aguiar. O deputado Nélio Aguiar comunicou aos organizadores do evento sua ausência.

Em seu pronunciamento o Presidente da FAMEP, Helder Barbalho, disse que o Tapajós não pode deixar repetir o que aconteceu no Xingu, onde o Consórcio está construindo a Hidrelétrica de Belo Monte. Ali, disse Helder, deveria ter sido fechado acordo como condicionante para a construção daquela hidrelétrica, a obrigação do Governo concluir o asfaltamento da BR-230-Transamazônica e não ficar dando aos municípios como compensação combustível. Temos que pensar grande. Aqui no Tapajós, temos que amarrar como condicionante a conclusão do asfaltamento da BR-163-Cuiabá- Santarém, construção  de hospital, centro de saúde, escolas, praças, saneamento com água potável de qualidade. Isto sim temos que cobrar destes investidores. Os municípios não podem apenas ficar com as mazelas e esta estrutura que  ocorrer junto com as obras de construção da hidrelétrica.

Porém, o Presidente da FAMEP, lembrou que a construção deste complexo hidrelétrica do Tapajós, está dependendo dos estudos. Helder lembrou que devemos respeitar aqueles que moram na região que serão atingidos pelas barragens, por isso tem que ser feito profundo estudos e muitas conversas para que  a obra seja feita.Não podemos fazer um grande investimento como este, que vai mudar toda uma região, sem antes ouvirmos esta gente.

O Presidente da FAMEP, Helder Barbalho, aproveitou para anunciar que os estudos finais das Hidrelétrica do Tapajós e Jatobá vão ser concluídos no dia 15 de Novembro e que em seguida os representantes da Eletrobrás fazem questão  de vir a Itaituba e aos municípios que serão afetados pela barragem para apresentar e discutir os estudos de impacto ambiental com a população da região. Este será um grande momento para a região,  ai sim sabemos o que vai acontecer, de que forma  ocorrerá o projeto em fim neste encontro vamos tirar todas as duvidas sobre este grande projeto hidrelétrico.

Os prefeitos se manifestaram a favor do projeto hidrelétrico, porém querem a compensação. Querem que o governo e as empresas que vão construir a hidrelétrica invistam no social para ajudar os municípios, que com a chegada deste empreendimento vão gerar problemas sociais.Os deputados se mostraram favoráveis, porém, preocupados com a mudança que ocorrerá na região com estas obras e querem  ajuda dos investidores para preparar os municípios para antes, durante e depois dos projetos concluídos.

O grande articulador do encontro e da criação do Consórcio Tapajós foi o ex-prefeito de Uruará, Eraldo Pimenta. Diga-se de passagem, com grande experiência no ramo e assumiu a Secretaria Executiva do Consórcio Tapajós pela sua atuação e conhecimento que tem sobre o assunto. Mais ainda, o bom relacionamento que tem com a Eletrobrás e Eletronorte e com as empreiteiras, que vão formar o  Consórcio que vai disputar no leilão a construção das Hidrelétricas do Tapajós e Jatobá. Inclusive, encabeçou a implantação da Sede do Consórcio, inagurada na noite de quinta feira ultima, antes da audiência. O Presidente do Consórcio é o prefeito de Jacareacanga, Raulien Queiroz.





Nenhum comentário:

Postar um comentário