RIO TAPAJÓS

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

BLOG DO PENINHA VISITA GARIMPO DO SÃO DOMINGOS COM EXCLUSIVIDADE

Moinho gerador: Retirado da área de conflito.
A reportagem do Blog do Peninha entrou com EXCLUSIVIDADE no garimpo do São Domingos, onde há uma semana a Mineradora Aurora mandou retirar vários equipamentos de extração de ouro.
A Mineradora, que é detentora de um Alvará de Pesquisa Mineral, de 5.000 hectares, usando força:

Policia Federal, SEMA ESTADUAL e a Policia Militar Ambiental retirou da área equipamentos usados pelos garimpeiros, mais de 2.000 garimpeiros que trabalham direta e indiretamente no Garimpo do São Domingos, no município de Itaituba.
Os garimpeiros alegam que trabalham ali mais de 40 anos e que o representante da empresa Mineradora Aurora acompanhado dos agentes chegaram e deram uma notificação para os garimpeiros se retirarem da área.  Entretanto, retiraram em um carro muck oito moinhos, equipamentos que serve para moer as pedras e levaram para o acampamento da empresa Aurora ali mesmo no garimpo do São Domingos. Os garimpeiros não reagiram a operação.
A NOTIFICAÇÃO entregue pela Divisão Especializada em Meio Ambiente, subordinada a Policia Civil do Estado do Pará, solicita dos garimpeiros a Licença Ambiental para trabalhar na área, o que eles não possuem, já que estão moendo pedra nas áreas requeridas pela empresa. Após notificarem vários garimpeiros e apreenderem os moinhos, os agentes se retiraram da área.
 Devido a operação, os garimpeiros, que trabalham na região, ficaram assustados e paralisaram suas atividades, com medo de terem seus equipamentos apreendidos e até destruídos.Com isso o garimpo, que começava uma nova era, está vivendo um clima tenso e duvidoso, com a possibilidade do garimpo do São Domingos, que existe desde 1960, fechar e seus habitantes não terem para onde ir e de que sobreviver, com grandes prejuízos para quem investiu em maquinário, combustível e que está devendo ao comércio.
A preocupação dos garimpeiros, é que a qualquer momento uma nova operação possa ser realizada. Os garimpeiros, através da Cooperativa prometem resistir e não sair do garimpo, segundo o presidente da entidade, Raimundo França. Se for preciso, vamos fazer quantos movimentos necessários para sermos respeitados e continuar trabalhando no garimpo, afirmou França.
Para o garimpeiro Valdenor dos Santos, o que mais revoltou foi que a empresa (AURORA) vivia em um clima de paz e tranqüilidade com os garimpeiros e de uma hora para outra agiu covardemente com a gente, trazendo agentes para retirar nos maquinários da terra que há anos estamos trabalhando. Em busca do sustento de nossas famílias. O garimpeiro Dejair Alves, não entende porque a empresa agiu desta maneira, já que os garimpeiros são parceiros das mineradoras. O ouro que tiramos fica bem acima do ouro que as empresas vão explorar, por isso não atrapalhamos as  mineradoras.
Ricardo Cesar tinha 40 homens trabalhando com ele e agora estes pais de famílias estão “rodados”, como é conhecido quem está desempregado no garimpo. Ricardo disse que o mais revoltante é os equipamentos apreendidos terem sido levados para o pátio da mineradora. O garimpeiro espera receber seus moinhos de volta e que a empresa possa dialogar com eles para voltarem a trabalhar.
Em decorrência da ação, a atividade garimpeira no São Domingos está praticamente parada. Os equipamentos (moinhos) continuam no pátio da Mineradora Aurora. Os garimpeiros aguardam alguém da empresa para encontrar uma solução. Eles querem continuar trabalhando no Garimpo São Domingos, como já estão há anos.













Nenhum comentário:

Postar um comentário