RIO TAPAJÓS

sábado, 10 de agosto de 2013

EMPRESA C.C.M EMBOLSOU MAIS DE R$ 40 MILHÕES PARA RECUPERAR TRANSAMAZÔNICA



“A CCM RECEBEU MAIS DE R$ 26 MILHÕES SÓ EM ADITIVOS”
A Empresa CCM-Construtora Centro Minas LTDA, ganhou varias licitações realizadas pelo DNIT – Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes, nos anos de 2008 e 2009 para fazer a recuperação e manutenção da Rodovia BR-230, Rodovia Transamazônica, que vai do subtrecho Fim Trav.
Rio Tapajós-Igarapé Nambuaí até o Igarapé Palmares. Essas licitações geraram contratos de números 00131/2008, 00128/2008, 00130/2008, 00129/2008 e 00378/2009 e estes contratos somaram em R$ 14.149.025,84. Entretanto a empresa CCM foi beneficiada com vários aditivos em todos os contratos, que somaram aos cofres públicos, mais que o valor dos contratos, em torno de R$ 26.291,276,03, que  renderam a empresa o total de R$ 40.440,301,87. Todos os contratos receberam até 8 (oito) termos de aditivos, segundo cópias dos contratos celebrados entre o DNIT e a CCM que estão em nosso poder. Em todos os contratos, os aditivos sempre eram em torno de 23% a 24,36%, o que é permitido por Lei, desde que sejam justificados os motivos relevantes para tal ajuste, o que não ocorreu. Também eram feitos reajustamentos sobre os valores, autorizados sempre pela Superintendência do DNIT do Pará, segundo os documentos e tudo isto visa a empresa fazer os serviços até o dia 26 de Novembro de 2013.
Onde foi parar tanto dinheiro?

Apesar dos vultosos recursos já recebidos, a empresa tem feito apenas um paliativo, tapando buracos e fazendo o serviço de terraplenagem em alguns trechos. Nos contratos, diz que a empresa não pode paralisar os serviços. No entanto, a empresa vem descumprindo os contratos, e não vem mantendo equipes trabalhando na estrada. Durante os três dias de viagem por esta estrada, não encontramos nenhum maquinário e nem equipe da empresa trabalhando.
Tanto dinheiro e para pouco serviço.
E as estradas continuam em péssimo estado de conservação.


Nosso Comentário:
É lamentável e vergonhosa essa violação do cofre público, do superfaturamento e do descaso das autoridades que competem fiscalizar serviços como este. O povo paga seus impostos e espera o retorno aos investimentos a que se tem direito. Mas o descaso e a corrupção imperam numa região onde os recursos são sempre canalizados para atender os interesses particulares e não coletivo. E o povo é quem sofre e quem paga por tudo isso. Lembrando as palavras do famoso e querido cantor Zezé de Camargo em seu show na cidade de Itaituba, no dia 04 de Agosto/2013, os recursos vêm, a aplicação é que não é feita corretamente e que o povo daqui merece coisa melhor. Segundo o cantor, no Centro-Sul se propaga que a rodovia Transamazônica já é asfaltada. Lamentou a trafegabilidade precária da rodovia, a penúria e o maltrato sofridos pela população que vive na região. É uma crítica às autoridades de todas as esferas e uma alerta para o povo. Valeu o lembrete Zezé de Camargo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário