RIO TAPAJÓS

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

CAIMA TEM SIDO VITIMAS DE PREFEITOS

“O MAU USO DO CIMENTO DOADO É O MOTIVO DA FALTA DE RECONHECIMENTO DA EMPRESA JUNTO A POPULAÇÃO”
Fábrica de cimento CAIMA, Grupo João Santos tem sido parceira com os prefeitos que passaram na administração de Itaituba. Entretanto, não estamos aqui para defender a empresa, mas para divulgar para que a população tenha conhecimento da ajuda que a fabrica tem dado aos prefeitos, no caso ao município de Itaituba.
A fábrica, na administração do ex-prefeito Silvio Macedo doou cimento para construção da praça do Violeiro na frente da cidade, assim como também doou durante o mandato de Silvio Macedo cimento para varias obras existentes em Itaituba. Na administração do ex-prefeito Benigno Olazar Reges não foi diferente. A empresa doou cimento para varias obras. Quando Roselito assumiu o município, a CAIMA doava 1.000 sacas de cimento mensalmente, além de ajudar o município nos projetos que eram solicitados da empresa parceria. Como exemplo, podemos citar a construção do Ginásio de Esporte de Itaituba. A CAIMA doou 60 mil sacas de cimento, porém em contrapartida o prefeito Roselito Soares garantiu denominar de JOÃO SANTOS,Fundador do Grupo, o ginásio de Esportes, o que não aconteceu, pois até hoje não tem nome aquele logradouro. Ainda no governo do Roselito a empresa doou cimento para calçar em bloquetes varias ruas de Itaituba. No governo do ex-prefeito Valmir Climaco de Aguiar, a fábrica doava 500 sacas de cimento por mês, além de ter doado 500 sacas de cimento para a construção do Posto de Saúde do Km 28. Já agora, na administração da prefeita Eliene Nunes, a CAIMA tem mensalmente doado 1.000 sacas de cimento e na soma dos sete meses, o município já recebeu este ano de 2013, 7.000 sacas de cimento. Até agora, não sabemos o que foi feito com este cimento. Se este cimento fosse bem usado em beneficio da população, muitos problemas, como meio fio, esgotos, calçamento e etc já tinham sido resolvidos. Além de mensalmente repassar ao município de Itaituba, independente do prefeito, uma cota de cimento, a empresa doou ao longo de seu funcionamento em Itaituba, para a prefeitura de Aveiro, para o Rotary, Maçonaria e para varias entidades, que talvez nunca divulgaram esta ajuda e que muitos destes  beneficiados ainda criticam a empresa, sem falar no emprego ( mais de 500) que gera e o recolhimento do ICMS, que hoje é calculado em R$ 1.200.000,00 por mês, o que ajuda a aumentar a arrecadação do município.


Nenhum comentário:

Postar um comentário