RIO TAPAJÓS

domingo, 19 de maio de 2013

CDP SEMPRE MOSTROU DESINTERESSE PELO PORTO DE MIRITITUBA

A CDP- Companhia Docas do Pará sempre mostrou desinteresse pelo seu porto construída na década de 70, no hoje Distrito Municipal de Miritituba, no município de Itaituba. Tanto desinteresse que desde sua construção nunca investiu um centavo para melhorar sua infra estrutura ali. Agora, quando empresários do Mato Grosso descobriram a localização estratégica de Miritituba para viabilizar o escoamento de grãos do Nortão do Mato Grosso pelo Rio Tapajós, a CDP desenterrou um processo de requerimento de uma área de terra de 161 hectares nas margens do Rio Tapajós e está brigando junto ao Ministério da Cidade e do Terra Legal no sentido de legalizar esta área em seu nome. Ora, se até hoje a CDP não investiu um centavo na melhoria do seu porto ali, não vai ser agora, com a abertura  dos portos à iniciativa privada e o aumento da competição no setor, através da Medida Provisória aprovada pelo Congresso, que a Companhia Docas do Pará vai investir ali. O que se sabe é que a autarquia quer a área para negociar com  terceiros e em forma de parceria sejam construídos vários terminais ali, o que, caso isto aconteça, impediria a construção pela iniciativa privada de pelo menos quatro portos em Miritituba.  Inclusive esta MEDIDA PROVISÓRIA, é necessária para reduzir custos portuários do governo e aumentar  os investimentos no setor pela iniciativa privada. A previsão do Governo, é que com a edição desta MP vão ser investidos até 2017 neste setor R$ 54 bilhões de reais .
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário