RIO TAPAJÓS

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

MAIS UMA MORTE CAUSADA PELOS BURACOS DAS RUAS DE ITAITUBA



Até quando inocentes morrerão nas ruas de Itaituba por causa dos inúmeros buracos que tomam conta da cidade? Essa é a pergunta que está sendo feita nos quatro cantos do município. Hoje pela manhã, um motoqueiro, ao desviar de um dos buracos na Rodovia Transamazônica, foi atropelado por um caminhão da distribuidora Coca Cola, que passou por cima de sua cabeça, que embora protegida por capacete, ficou totalmente desfigurada, esmagada, DESTRUÍDA!
Em varias ruas da cidade de Itaituba, principalmente na Rodovia Transamazônica, tanto as motos como os demais veículos de pequeno e de grande porte, são obrigados fazerem zig-zag para desviar os buracos, que não são poucos, colocando em risco os condutores dos automóveis e os pedestres que trafegam no acostamento das vias públicas. Diariamente, o corpo de bombeiro está sendo acionado para atender acidentados neste trecho da BR-230, que fica situada na parte urbana da cidade de Itaituba.
Esperamos que a Prefeita Eliene Nunes tome providencias, porque até agora Itaituba parece não ter prefeito, buracos tomam conta da cidade, alagamentos destroem casas e ruas, lixo espalhado pelos quatro cantos da cidade, coletivos proibidos de circular, escola pública fechada para dar vaga para escola particular e mortes causadas pela falta de assistência médica e pela falta de manutenção das vias públicas.
Enquanto isto a Prefeita Eliene Nunes, acompanhada de seu esposo, continua distribuindo “charme e elegância” pelo Brasil a fora, mantendo-se sempre distante das suas obrigações de prefeita, fugindo dos seus compromissos.
Volto a recomendar a prefeita Eliene Nunes: faça o dever de casa! Resolva os problemas do dia a dia da população, tais quais: Coleta do lixo diária, tapar buraco, resolver os alagamentos da cidade, garantir medicação nos postos de saúde e hospital municipal, garantir a merenda e transporte escolar, médicos e ambulâncias para atender aos chamados de emergência, iluminação pública, etc. Se conseguir fazer isto, não precisa de Câmeras de segurança nos postes, guardas municipais, nem pontes de concreto e muito mais restaurante popular ao preço de R$ 1,00 o prato. O que se pede, é que V. Excelência atenda pelo menos as necessidades básicas dos nossos munícipes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário