RIO TAPAJÓS

sexta-feira, 16 de março de 2012

AUTORIDADES E EMPRESÁRIOS VISITAM MIRITITUBA




Esta quarta feira Itaituba foi movimentada com a presença de cinco Secretários de Estado, que juntamente com empresários vieram discutir com a Comunidade o grande Projeto Portuário de Miritituba. Na comitiva estavam o Secretário de  Economia e Produção, Sidney Rosa; Secretário de Industria, Comercio e Mineração, Davi Leal; Secretário  Extraordinário e Coordenação do Programa Municípios Verdes, Justiniano Neto, Secretário de Meio Ambiente, José Colares e  Secretaria Adjunta de Assistente Social, Meive Piacesi, além do Deputado Estadual de Itaituba, Hilton Aguiar.


A comitiva a meu convite realizou uma reunião rapidamente na Câmara de Vereadores para traçar a programação a ser cumprida. Em seguida acompanhado do Prefeito Valmir Climaco, de vereadores e de lideranças a comitiva visitou o Distrito de Miritituba, para in loco conhecer as áreas onde deverão ser construídos os portos, área do loteamento para onde foram levadas as famílias desabrigadas pela tragédia ocorrida naquela vila e as vias de acesso (estradas) que dão acesso a beira do rio Tapajós, por onde deverão passar as carretas com mercadoria para o embarque e desembarque.
Entre as empresas que estão pleiteando a construção dos portos em Miritituba estão a Cargill, Chibatão, Cianport, Rio Turia/Bunge, Hidrovias do Brasil, Caima e Unirios.



REUNIÃO DE TRABALHO

Enquanto os secretários e demais autoridades reuniam na Câmara com a sociedade, os empresários se reuniram em auditório do Hotel Apiacás, para criar a Associação das Empresas ou Empresários Portuários de Miritituba. Também na reunião elaboraram as propostas para o Funcionamento dos Portos. A principal proposta é a estrada que dará acesso aos portos. A preocupação dos empresários é com a população, principalmente com as crianças devido o grande movimento de carretas que vão entrar e sair rumo aos portos. A primeira proposta é construir uma nova estrada que não permita a construção de casas as margens da estrada. Esta estrada começaria a altura do quilometro 4, no sentido Miritituba-Campo Verde, passando pela parte de trás do novo loteamento rumo as portos. Entretanto a associação dos empresários ficou de fazer um levantamento técnico da nova estrada e no dia 5 de Abril, em Belém, em reunião a ser realizada com as autoridades, apresentará o projeto com viabilidade da estrada e o custo da obra.

Os empreendedores pretendem a partir de 2013 começar a exportar pelos portos de Miritituba. A previsão inicial é exportar nos primeiros meses em torno de 500 mil toneladas de grãos e até o final do ano 3 milhões de toneladas. Além da exportação de grãos, os portos de Miritituba devem servir para atender a passagem de 250 mil contêiner com peças de motos que serão levados para Manaus, onde serão montadas e em seguida no mesmo trajeto retornam para serem vendidas nos vários Estados Brasileiros. Então, os portos que serão construídos em Miritituba não serão apenas para embarque de grãos, mas também para embarque e desembarque de outras mercadorias que virão do Sul do País e exportados de Manaus para outras cidades brasileiras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário