RIO TAPAJÓS

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

FECHAMENTO DO INCRA EM ITAITUBA VAI PREJUDICAR AGRICULTORES

Superintendente do INCRA Francisco Carneiro e eu (Peninha).

Superintendente Francisco Carneiro, com os Prefeitos de Itaituba Valmir Climaco e Aveiro Ranilson Prado, eu (Peninha), Superindente Adjunto Adalberto Aquino e André Paxiúba.

O fechamento da unidade do INCRA em Itaituba, mas precisamente no Distrito Municipal de Miritituba, vai trazer grandes prejuízos para a questão fundiária da região e aos agricultores.  A medida já havia sido anunciada em 2006 e eu, Peninha, estive em Belém, onde denunciei o fato ao Deputado Federal Jáder Barbalho e aos Deputados da Região. Agora a decisão foi definitiva. A ordem é para os 30 funcionários lotados do INCRA em Itaituba, em 45 dias, escolherem outra unidade para trabalhar.

Entre as 13 unidade fechadas no Brasil, o fechamento da unidade de Itaituba foi à única no Pará. Vale ressaltar que a unidade de Itaituba é a maior do Brasil em área territorial, número de famílias e assentamentos, e não se entende porque fechar uma unidade de tamanha importância na Amazônia.

No estudo apresentando pelo grupo de trabalho que esteve em Itaituba, os técnicos mostram o papel da unidade, porém recomendam a desativação devido a esta já ter cumprido seu papel. Os técnicos desconhecem que com o asfaltamento das BR 163-Cuiabá Santarém e 230-Transamazônica e mais os inúmeros assentamentos da região justificam mais do que antes a permanência da unidade do INCRA em Itaituba.

Com o fechamento da unidade do INCRA em Itaituba, os agricultores ao precisarem de documentos para se aposentar, terão que deslocar-se de Jacareacanga, Novo Progresso, Itaituba, Trairão até Santarém para consegui-lo. Também agora, qualquer questão fundiária da região, somente será resolvida em Santarém.

Classifiquei tal medida como absurda e inconseqüente, pois o pessoal em Brasília não tem idéia do que fizeram com os agricultores da região. O prejuízo é incalculável, haja vista que a distância tornará a dificuldade em resolver os problemas no INCRA.

Vou mobilizar a classe política e os sindicatos locais para apresentarmos manifestação e repúdio, apelando aos senadores e deputados federais da região, no sentido de reativar a unidade do INCRA em Itaituba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário