RIO TAPAJÓS

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

ASSALTANTES INVADEM CASA DO PREFEITO E O AGRIDEM

Por volta das 20h e 10 min. De 24 de outubro de 2011, dois homens armados, um de capacete e outro com a cara limpa, invadiram a residência do prefeito de Itaituba, Valmir Climaco de Aguiar.
Estavam na residência do prefeito, dois adolescentes, uma criança e o dono da casa. Um dos adolescentes saiu minutos antes do assalto para comprar o jantar. Ao chegar, a dupla de assaltantes bateu no portão, o outro adolescente abriu e foi surpreendido com o anúncio da dupla de que aquilo era um assalto.
Os bandidos agrediram o adolescente que abriu o portão, e incansavelmente perguntavam onde se encontrava o prefeito, pergunta que foi respondido pela criança, que sofreu ameaças, o sobrinho do prefeito que os levou até o quarto. No momento do assalto, o prefeito, que se encontrava em seu quarto vestido somente com a peça íntima, após ouvir batidas na porta, levantou-se e a abriu, e foi então surpreendido pelos delinqüentes. Um deles, o que estava de capacete, mirou, com uma pistola 7.65 o peito de Valmir e disse-lhe:  “Valmir cadê o ouro e o dinheiro? Passa prá cá!”, O prefeito respondeu ao assaltante que o dinheiro que tinha, estava em cima do travesseiro. O assaltante colocou o cano da pistola na boca do prefeito e novamente perguntou pelo ouro e pelo dinheiro, e obteve como resposta que o único dinheiro que tinha, era o que estava em cima do travesseiro. O assaltante que ameaçava Valmir, não viu o dinheiro e o outro assaltante, o mais novinho, disse que já tinha pegado o dinheiro. Valmir foi jogado ao chão e o assaltante começou a pisar sobre sua barriga e peito. Também um outro adolescente, que se encontrava na casa, apanhou bastante dos assaltantes. O sobrinho do prefeito, que estava no local, amedrontado, correu e se escondeu dentro do guarda roupa do outro quarto. Ao sentirem falta deste garoto, os assaltantes ficaram nervosos. Foi quando o mais alto, que escondia o rosto com o capacete, mandou que o outro assaltante se retirasse e ligasse a moto, veículo utilizado na fuga, que estava estacionada em frente à casa. Ao chegar ao portão e perceber que este encontrava-se trancado, voltou e ameaçou matar o prefeito, dizendo “tu fechou o portão. Tu quer morrer?vou te matar!”. Valmir disse que não tinha fechado o portão e que o controle estava dentro do carro na garagem. Os dois assaltantes desceram a escada do quarto do prefeito e se dirigiram até a garagem, onde o prefeito pegou dentro do carro o controle e abriu o portão.
O mais novo insistentemente batia o pedal com o fito de ligar a moto, quando conseguiu, o outro montou na garoupa e eles saíram em alta velocidade rumo à praia do sapo. Os assaltantes levaram cerca de R$ 700,00.

Nenhum comentário:

Postar um comentário