RIO TAPAJÓS

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

TERFRON APRESENTA PROJETO DE PORTO GRANELEIRO DE MIRITITUBA

Na manhã desta quarta feira a empresa TERFRON-Terminais Fronteira Norte apresentou na Câmara de Vereadores de Itaituba o projeto de construção do seu terminal graneleiro que será construído em Miritituba, na área que pertencia a Madeireira Soma. O projeto foi apresentado pelo Diretor Executivo da Rio Turia Serviços Logísticos Ltda , Kleber Mendes.




.

O representante da empresa disse que o porto graneleiro ocupará uma área de 31 hectares e será construído por uma empresa terceirizada, que pagará ao município o ISS.O investimento custará e empresa em torno de R$ 40 milhões de reais e deverá, dependendo da liberação da licença ambiental, ter suas obras iniciadas em Janeiro de 2012 devendo sua operação começar em 2013.

Kleber Menezes disse ainda aos vereadores que quando estiver pronta as obras, o porto vai exportar em torno de 3.500.000 toneladas de grãos ao ano. Afirmou ainda que anualmente vão desembarcar no porto graneleiro cerca de 100 mil carretas carregadas de grãos vindas do  nortão do Mato Grosso..

As condições técnicas de operação de Miritituba, são favoráveis ao nosso empreendimento,alegou Kleber, adiantando que a profundidade da área onde o porto será construído é de 7 metros de fundura, ao contrário do porto de Santarém, que é de 6 metros e meio.Com isso nossas barcaças (balsas) poderão transportar até 32 toneladas de Mititituba até o o navio que vai receber o produto em Barcarena e exportar os grãos para Europa.

Sobre os empregados que serão gerados,  perguntei ao empresário, ele respondeu que o objetivo da firma é  contratar no mínimo 50% da mão de obra de Itaituba. Afirmou que caso não tenha esta mão de obra aqui, a empresa deve em parceria com o município prepararar.

 Acredita o empresário que serão gerados na fase de construção 200 empregos diretos e após a operação do porto 150 emprego. A visita do empreendedor a Câmara de Vereadores foi para apresentar o projeto do porto, já que no dia 4 de Outubro, será realizada, no Ginásio da Escola Nova Integração, em Miritituba, a audiência pública pela Semma do Estado para liberar a licença ambiental da construção do primeiro porto graneleiro de Miritituba.    

Nenhum comentário:

Postar um comentário