RIO TAPAJÓS

sábado, 18 de junho de 2011

PREFEITURA PRESTA CONTA NA CÂMARA

Na última sexta feira dia 17 na condição de presidente da Comissão de Finanças e Orçamento da Câmara, estive presidindo a reunião da   prestação de contas do ano  de 2010, referente aos oito meses de administração do prefeito Valmir Clímaco de Aguiar

Lider do governo Peninha, Sec.Administração Paulo Cezar,contador e vereador Cezar Aguiar
Ouero assim esclarecer que o atraso das prestações de contas de Valmir Clímaco foi porque o ex prefeito Roselito Soares não havia  entregue sua prestação de contas no prazo legal que seria até o mês de maio  de 2010, o que só aconteceu em Novembro do mesmo ano o que considero  um fato muito grave que deixou o município inadimplente.

Aquisição de cadeiras modernas em estilo e designer moderna,comprovam que muniicpio não está inadiplente.
Em face de todo dinheiro do mês de abril da educação, saúde etc, ter sido sacado pelo ex prefeito Roselito  Soares sem que tivessem pago o funcionalismo nem fornecedores, gostaria de questionar de que maneira será feita essa prestação  de contas, já  que 60% desse montante deveria ser pago o salário dos professores em sala de aula.  Para mim como líder de governo entendo que esse é o motivo pelo qual o ex prefeito é sempre relembrado porque toda administração é impessoal, porém a responsabilidade dos atos administrativos é do ex prefeito.
população prestigiou a prestação de contas
professor Paulo testando nova carteira

Por isso somente em março de 2011 o atual prefeito Valmir Clímaco teve acesso às contas do quadrimestre de Roselito Soares da Silva. Este fato atrasou e  deixou o município inadimplente, obrigando o atual prefeito a entrar na justiça com uma representação contra o ex prefeito para garantir a adimplência do município.  

Contestando as criticas de Cezar Aguiar, Peninha questionou os seis meses que o ex prefeito passou para prestar contas do 1º quadrimestre o que comprometeu o andamento do governo, e prejudicou o município sem que Cezar Aguiar tenha feito qualquer crítica ou contestação.

 De fato o município atrasou a prestação de contas do ano de 2010 pelo motivo acima exposto, mas nem por isso ficou inadimplente.  Tanto é que o município recebeu convênios com o governo federal para aquisição de três lanchas e microônibus para a educação e mais convênio para compra de seis mil mesas com cadeiras para as escolas municipais.

Na prestação de contas apresentada na Câmara pelo  contador Claudini Brito, representando a prefeitura através de data-show exibiu números mostrando que em 2010, Itaituba recebeu R$ 99.000,000,00 (noventa e nove milhões de reais )sendo que desse montante, 40% foi  aplicado na educação, quando a lei determina que seja aplicado no mímino 25%.

Na área de Saúde, a obrigação é de no mínimo ser aplicado 15% e o prefeito investiu 27% desse montante. Quase o dobro cobrado pela lei. Um dos fatos destacados pelo contador é que nos oito meses do atual prefeito, o gasto com pessoal ficou abaixo do que a lei determina que é de 54%, com  o município tendo gasto apenas 51%. Enquanto no governo anterior (Roselito Soares) só em janeiro de 2010 o gasto com pessoal estava em 78%.

 Acho estranho que alguns membros da imprensa e de entidades do município cobram a prestação de contas, entretanto quando ela ocorre eles não aparecem e por desinformação ficam fazendo críticas  sem base técnica legal da informação, já que por cobrarem tanto deveriam estar presente para possíveis questionamentos.

Um comentário:

  1. Dentre outros fatos interessantes presentes na postagem, o que mais me chamou atenção e atenuou meu inconformismo, foi o mau uso dos recursos midiáticos e sua forte influência. Como deve ser do conhecimento de todos, dentre os mais importantes meios de comunicação de massa, está a TV, que, infelizmente, não têm cumprido seu papel. embora a área de abrangência do meu poder de persuasão seja bem inferior à da TV, utilizar-me-ei da liberdade de expressão que me é garantida para criticar o mau uso da mídia, mais particularmente da TV, que ultimamente transformou-se em mais um campo de batalha para oposição e situação atingirem seus interresses pessoais, ou seja, a maioria das emissoras já não preocupa-se mais em satisfazer interesses comuns à sociedade, expondo e buscando solução aos problemas e fatos de interresse de todos, mas em alfinetar o governo e alienar a sociedade, voltando-a contra os governantes. Fato que reafirma o que eu disse, é o fato de que a imprensa não se fez presente na Prestação de contas que tanto solicitou, premissa que me levou a concluir que não há interesse em mostrar a realidade dos fatos presentes que são frutos de acontecimentos passados e que se levados a conhecimento de todos, prejudicaria aos que são encobertos e protegidos pela própria mídia. Não busco com esse comentário fazer sensacionalismo, criar falácias, ou generalidades, mas expor de forma EXPLÍCITA o ponto de vista que compartilho com os demais cidadãos que têm acesso à mais informações do que os conformados e alienados. Parabenizo aos que usam a mídia(Rádio, jornal escrito, TV, INTERNET, etc) à favor da sociedade, e utilizam-se de ética profissional para emitir informações compostas de realidade, aos receptores com sede de verdade. Ass: Carla Braga.

    ResponderExcluir