RIO TAPAJÓS

segunda-feira, 27 de junho de 2011

ASFALTAMENTO ENTRE MIRITITUBA E DISTRITO DE CAMPO VERDE AINDA ESTÁ LONGE DE SER CONCLUIDO.

Placa que indica a obra.
Única maquina encontrada na estrada.

Usina de Asfalto do 9º BEC

Nesse final de semana, domingo dia 26 estive percorrendo a Rodovia Transamazônica no Trecho Miritituba/Distrito Campo Verde e pude constatar total abandono da obra por parte do 9º BEC, até então responsável pelo asfaltamento desse trecho.  Inclusive a Usina de asfalto do 9º BEC está parada, e creio que nem exista mais asfalto lá dentro.

E o que é mais preocupante é que estamos em pleno verão e mesmo assim não avançam as obras. Encontrei apenas uma patrol da empresa Continente raspando as laterais a altura do Km 25, (as proximidades do Rio Cupari).

Na placa encontrada na margem direita da Rodovia consta o asfaltamento de 112.67 km no valor de 128 milhões, tendo a obra sido iniciada em maio de 2009 e com prazo de conclusão de acordo com a placa será para Novembro deste ano, o que não ocorrerá porque os 30 km de Mirirituba a Campo Verde só existem 18 km asfaltados, restando ainda 12.

Quanto ao trecho de 30 km de Miriitituba até Campo Verde informações dão conta que não será mais o 9º BEC quem vai executar o asfaltamento, mas sim outra empresa o que deverá demandar nova infraestrutura com montagem de nova usina de asfalto. Mas o importante é que independente de quem esteja à frente das obras a mesma saia do papel já que nossa população vem sendo penalizada.
O convênio com o DENIT e 9º Bec para o asfaltamento do trecho entre Miritituba e Campo Verde foi no valor de R$38.000.000,00 (trinta e oito milhões de reais), porém até o momento temos quase certeza que a verba foi liberada e a obra não foi concluída.

Encaminhei documentos ao DENIT, mas não foram respondidos e por isso vou acionar o Tribunal de Contas da União (TCU) no sentido de que o mesmo me informe se realmente o dinheiro foi liberado ou não, para esta obra que já passou dos três anos  e não  foi concluída. 

Do Distrito Campo Verde para a cidade de Ruropólis as obras estão paralisadas e as máquinas da empresa E.I.T foram retiradas  da estrada e estão no cais da Companhia Docas do Pará(CDP) em Miritituba para serem levadas. A empresa foi à vencedora da licitação, mas foi descartada pelo DENIT por não cumprir o organograma.

Na próxima sessão de terça feira  vou entrar com requerimento solicitando que sejam reativadas as obras de preparação para posterior asfalto do trecho que vai do Distrito de Campo Verde até a cidade de Ruropólis. O DENIT deve convocar a segunda empresa colocada na licitação para dar andamento nos trabalhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário